Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Cada povo tem os terroristas que merece

Cada povo tem os terroristas que merece

15/05/2017 às 06:22

Os republicanos, beligerantes por natureza, acreditavam que poderiam intervir em qualquer país, humilhar qualquer povo e se meter na história de qualquer nação a salvo de retaliações, em razão da força militar americana. Na segunda grande guerra, quando o mundo conheceu os camicases japoneses que jogavam seus aviões contra alvos aliados sabendo que morreriam, a opinião pública mundial, já cheia de boa vontade com os Estados Unidos, tratou de nominá-los fanáticos, além de insistir que muitos deles não eram voluntários, mas, mediante pressão e até espancamentos, foram marcados para morrer. O tempo passou e os americanos continuaram especialistas em se meter no quintal alheio, ainda que colhendo resultados catastróficos como no Vietnã. 

Mudamos de século e a política imperialista continuou, ora com os Bush, ora com Donald Trump ou qualquer outro arrogante de plantão. E, o que é pior, dizem que os americanos mais nacionalistas pensam como eles; por isso, os elege, para que se lixem em relação ao resto do mundo, tornem um inferno a vida dos imigrantes e prevaleçam como se especiais fossem em relação à raça humana. No primeiro ano do terceiro milênio o mundo assistiu, boquiaberto, a uma destruição do orgulho americano com atentados até então inimagináveis em alguns dos símbolos de seu país.

Não contavam que homens e mulheres, em nome de religião ou ideologia, poderiam se jogar contra o pentágono ou o World Trade Center, no coração de Nova Iorque, com aviões carregados de passageiros. Para esses homens-bomba, a mídia ocidental tratou de arranjar uma definição mais grave: terrorista. 

Não digo que não mereçam o rótulo – afinal, matam inocentes em nome de uma ideologia (ou religião) e fica sempre a dúvida se o fazem por convicção, para garantir a estabilidade da família ou, quem sabe, sonhando com as 70 virgens que dizem existir do outro lado da vida. Não compro essa briga por não conhecer o Islã e respeitar todas as manifestações religiosas, ainda que não concorde.

Queria mesmo era falar de um outro tipo de castigo para os humanos. No caso, os brasileiros. Especialmente, os poderosos. Eles fizeram tramoia a vida inteira, acreditando que eram inatingíveis pelos mortais que os elegem ou sustentam. Falo dos políticos, mas, também de donos de construtoras, bancos, empresas de transporte, enfim, a tal elite brasileira que, com raríssimas exceções, saqueiam o Brasil há 517 anos e não se cansam de expandir suas garras: põem um filho no tribunal, um sobrinho na promotoria, o genro faz a perícia, a afilhada cuida do cartório e, para alguns adjacentes, como os jornalistas, ficam as sobras do farelo: estes se encarregam de dar ênfase à riqueza dos safados, garantindo-lhes olhares de admiração nas colunas sociais e, sempre que possível, até de consternação quando consomem migalhas de sua fortuna em alguma boa ação. Ah, detalhe: geralmente não tiram dinheiro do bolso, mas criam fundações, e aí...

Toda essa gente arranja aposentadorias gordas no Legislativo, no Judiciário, nos tais tribunais de contas... Enfim, ficam com as melhores bocas, ainda que em ambiente travestido de normalidade porque dentro da lei. A lei que eles fazem como, por exemplo, uma da Assembleia Legislativa de Minas que garante aposentadoria para um servidor que, depois do concurso, passar os próximos 30 anos em cargos públicos como vereador ou deputado. Só um exemplo de milhares e milhares de imoralidade. Quando se sentem apertados, criam uma lei para eles: vejam que o Congresso Nacional implantou o orçamento impositivo, foi seguido pela Assembleia de Minas e agora a Câmara Municipal está seguindo o mesmo passo. O legislativo, que deveria legislar e fiscalizar, quer verba carimbada para manter os currais.

Tudo ia bem para as famílias tradicionais, nossas empreiteiras famosas e as colunas sociais até que o PT chegou ao poder. Foram 20, 30 anos prometendo virar o jogo. E o fez. Não por decência, retidão ou respeito a Deus. Quando os petistas descobriram o quanto era bom comer melado, se lambuzaram. Sem pestanejar, se juntaram a tucanos e outros falsos moralistas e transferiram toda a culpa para Marcos Valério. Ele merecia, mas... Quando Moro e sua turma chegaram, começaram a levar os protagonistas da suruba para a prisão. Quando os que saqueiam o país desde 1500 e estão em siglas como PP e PMDB e tantas outras se viram ameaçados, Marcelo Odebrecht e José Dirceu foram trancafiados como Marcos Valério. A turma que estava na fila pensou: “Minha hora está chegando”. E virou um festival de delação premiada. Que é um ótimo negócio, afinal, imagine o casal João e Mônica, os marqueteiros que em breve estarão em casa e dentro de seis anos livres para gastar num paraíso além mar os milhões que acumularam indecentemente. 

O PT mudou o país, não pelo que prometeu, mas, pela sede de roubar em poucos anos o que os outros partidos roubaram durante séculos. E o Marcos Valério é nosso homem-bomba, não por ideologia, mas, pelo exemplo do que pode acontecer com quem o sistema escolhe para pagar a conta. Isolado, torturado e abandonado. Mas, o melhor mesmo para quem paga a outra conta, a dos impostos, e já não aguenta mais podridão, é saber que essa gente toda, antes poderosa, agora está se borrando, pensando na delação de Palocci, da Andrade Gutierrez, da JBS, dos bancos.... Haja rivotril para essa gente dormir.

 

#ItatiaiaNasRedes

RadioItatiaia

Cerca de 23% das vagas do Fies não foram preenchidas este ano: https://t.co/N6BWNyyWfz https://t.co/DEi7M20Cmz

Acessar Link

RadioItatiaia

América deslancha no fim, vira para cima do Criciúma e volta a vencer após dois meses: https://t.co/iEURVgK9F4 https://t.co/ewxCYkvT9N

Acessar Link

RadioItatiaia

A Itatiaia está chamando! É hora da Jornada Esportiva com o timaço da Rádio de Minas!

Acessar Link

RadioItatiaia

RECEITA DA MAIARA NO CHAMADA GERAL Estrogonofe saudável Ingredientes 1 kg de peito de frango em tiras Molho de tomate caseiro 1 copo de iogurte natural Cebola Alho Sal (a g...

Acessar Link