Clique e ouça
Carregando ...
Apresentação
Emanuel-carneiro
Coluna do Emanuel Carneiro
03/10, 15:46 h

A nova Libertadores

A nova Libertadores

Embed from Getty Images

A Conmebol está prometendo uma revolução nas copas Libertadores e Sul-Americana a partir de 2017.

O Brasil está ganhando seis vagas diretas por meio do Campeonato Brasileiro e mais uma para o campeão da Copa do Brasil.

Ao todo, serão 44 participantes, seis a mais do que atualmente. Do final de janeiro até dezembro, a competição ocupará um espaço enorme no calendário, tornando o futebol sul-americano mais interessante e lucrativo. Será?

No dia 17 deste mês de outubro haverá uma reunião definitiva da Conmebol para alinhar os últimos detalhes e muita coisa precisa ainda ser discutida. Decisão das Libertadores em um jogo só não é boa ideia. É cópia da Liga dos Campeões. Dela não precisamos macaquear tudo, só o lado bom.

Aumentar o número de participantes não garante interesse de público. Virão viagens mais longas e estádios mal acabados. Tudo isso em meio aos campeonatos locais.

Uma pergunta: como vamos acomodar, no caso brasileiro, Primeira Liga, campeonatos regionais, Copa do Brasil, Sul-Americana, Brasileirão e Libertadores?

O festival de contusões que atualmente nos assola é muito culpa do excesso de jogos. De alguma forma precisamos abrir mão de quantidade e trocar pela qualidade dos espetáculos, cuidar dos gramados, segurança e acesso fácil para os torcedores.

A América do Sul continua sendo o almoxarifado dos grandes clubes europeus, e agora também dos asiáticos, e os nossos grandes clubes (quase sem exceção) vivem endividados. Uma nova Libertadores, com a presença dos mexicanos e com mais direitos, é bem-vinda.

Comentários

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).

Ouvindo: