357 Dias para Copa
Gustavo Lopes

Coluna do Gustavo Lopes

Veja todas as colunas

Mais notícias

Duas torcidas: Minas dá o exemplo

A crescente violência nos estádios de futebol tem levado os organizadores de eventos esportivos a realizarem os clássicos regionais com a

19/01/2017 às 02:14
Foto: Fotos: Bruno Cantini/Atlético e Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Duas torcidas: Minas dá o exemplo

A crescente violência nos estádios de futebol tem levado os organizadores de eventos esportivos a realizarem os clássicos regionais com a presença de apenas uma das torcidas.

Conforme destacou Márcio de Souza Peixoto, “lamentavelmente, em que pese todo seu caráter lúdico e moral, o fenômeno da violência associada ao desporto sempre existiu. O esporte é uma forma de luta ritualizada especial, produto da vida cultural humana.” (PEIXOTO, 2011).

A relação entre violência e esporte é complexa, com maior visibilidade no futebol por causa do tamanho e importância desta modalidade como um dos principais fenômenos socioculturais do século 20, e do alargamento da projeção do futebol-show como um dos principais produtos da indústria cultural.

Apesar de toda a complexidade do fenômeno da violência nos estádios, na tentativa de diminuir o lastimável quadro de violência em jogos de futebol passou-se a sugerir a realização de jogos com torcida única como forma preventiva, diante dos latentes riscos de segurança e ordem pública.

Além de não combater a violência, a torcida única demonstra despreparo, como bem ressaltou o jornalista Marcos Lopes, do jornal Tribuna do Norte “é o atestado de falência da segurança pública de um estado, é o atestado da perda de espaço dos bons, a vitória dos maus, a consolidação da violência e – insisto – a prova definitiva da incompetência do estado em garantir a segurança do bom torcedor”.

Contra a corrente, Atlético e Cruzeiro anunciaram que farão o primeiro clássico do ano, válido pela Primeira Liga, com o Mineirão divido.

Sem dúvidas, a melhor notícia do início do ano. Uma vitória do futebol e do torcedor que merece fazer a festa na arquibancada ou assisti-la pela TV.

Na prática, a torcida única não se mostrou eficaz para combater a violência. Razão pela qual, o exemplo de Atlético e Cruzeiro deve se irradiar por todo o país.

O futebol agradece!

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Volante Elias fala com a imprensa aqui na Cidade do Galo. Você ouve a entrevista logo mais na nossa programação! Vi… https://t.co/kmuO2wdSxL

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Felipe Santana, com lesão muscular e Alex Silva, com entorse no tornozelo, estão fora do próximo jogo do @atletico . Via @thiagoreisbh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Pressionado, Roger lamenta rendimento ruim do Atlético como mandante no Brasileiro: http://bit.ly/2sFgSAa

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Presidente Michel Temer chega a Oslo e grupo de brasileiros planeja protestos nas principais praças da cidade

    Acessar Link