357 Dias para Copa
José Lino Souza Barros

Coluna do José Lino Souza Barros

Veja todas as colunas

Mensagem de Deltan Dallagnol

Mensagem de Deltan Dallagnol

17/03/2017 às 11:18

A Lava Jato chega aos três anos no auge de sua história. A investigação foi consistente e englobou 746 buscas e apreensões, 183 pedidos de cooperação internacional, 155 acordos de colaboração com investigados e 10 acordos com empresas. As provas coletadas conduziram a 56 acusações criminais em primeira instância, contra 260 pessoas. Já há 26 sentenças condenando 130 pessoas a penas que, somadas, ultrapassam 1,3 mil anos.

Não é só a quantidade, mas o poder dos acusados levados a julgamento que impressiona. O valor que os réus já se comprometeram a devolver soma mais de 10 bilhões de reais, quando a regra na justiça penal brasileira é não recuperar nenhum real. E há muito mais por vir.

Os resultados que a sociedade mais espera ainda virão a partir do trabalho do Supremo Tribunal Federal, em relação a pessoas que têm foro privilegiado. A colaboração da Odebrecht lançará uma série de sementes de investigações, em muitos lugares do Brasil e do exterior, que poderão germinar e se tornar grandes operações.

Não sabemos ainda se a Lava Jato e todos os seus resultados inéditos, olhados do futuro, em perspectiva, serão um pequeno desvio no caminho do país, e ele retornará à estrada original, ou se ela nos colocará sobre novos trilhos, rumo a um país menos corrupto. Isso porque ela faz diagnóstico, e não tratamento. (...)

Não queremos que a justiça seja igual para todos, incluindo poderosos, apenas na Lava Jato. Não basta colocar na cadeia os corruptos da Lava Jato, mas também os outros 97% daqueles desviam dinheiro público e saem impunes.

As prisões são importantes para paralisar os crimes, mas elas não diminuem os estímulos à corrupção que existem no sistema político. Se não alterarmos os sistemas da Justiça e o político, a Lava Jato será, no futuro, uma feliz memória de um tempo de esperança, em que acreditávamos que tudo poderia ser diferente. (...)

Se as pessoas não se insensibilizarem, se não desistirem, chegaremos lá. E isso é vital. Desbastar galhos de uma árvore pode fazer com que brotem em maior quantidade e com renovado vigor. Precisamos arrancar essa árvore da corrupção, sob risco de termos um Brasil mais corrupto após a Lava Jato.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Volante Elias fala com a imprensa aqui na Cidade do Galo. Você ouve a entrevista logo mais na nossa programação! Vi… https://t.co/kmuO2wdSxL

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Felipe Santana, com lesão muscular e Alex Silva, com entorse no tornozelo, estão fora do próximo jogo do @atletico . Via @thiagoreisbh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Pressionado, Roger lamenta rendimento ruim do Atlético como mandante no Brasileiro: http://bit.ly/2sFgSAa

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Presidente Michel Temer chega a Oslo e grupo de brasileiros planeja protestos nas principais praças da cidade

    Acessar Link