Notícias

A temporada 2016 mal terminou e a torcida do Atlético já pensa em 2017. Contratações de reforços e expectativa positiva no trabalho do técnico Roger Machado estão entre os assuntos comentados pelos atleticanos nas redes sociais e rodas de conversas.

Temporada 2017

Por Editoria de web , 12/12/2016 às 13:24
atualizado em: 12/12/2016 às 22:31
Foto: Treinador terá muitos desafios no comando do Atlético (
Treinador terá muitos desafios no comando do Atlético (


Lucas Uebel/ Divulgação)

A temporada 2016 mal terminou e a torcida do Atlético já pensa em 2017. Contratações de reforços e expectativa positiva no trabalho do técnico Roger Machado estão entre os assuntos comentados pelos atleticanos nas redes sociais e rodas de conversas. Mas quais serão os principais desafios do novo treinador no comando do alvinegro?

Calendário apertado

Roger Machado não terá muito tempo para implantar sua filosofia de jogo. O alvinegro terá seis competições no ano que vem: Florida Cup, Campeonato Mineiro, Primeira Liga, Copa Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

A estreia na Florida Cup está marcada para o dia 11 de janeiro, contra o Bayer Leverkusen, em Orlando. Em razão do calendário apertado, a diretoria vai deixar o elenco principal com o técnico Roger Machado em Belo Horizonte. Com isso, um time alternativo, comandado pelo auxiliar Diogo Giacomini, vai para os Estados Unidos. Mesmo assim, o tempo é curto e o treinador terá que ajustar a equipe durante os jogos do Campeonato Mineiro, que começa para o Galo no dia 29 de janeiro, contra o América-TO, em Belo Horizonte.

Reformulação

Apesar de o elenco ter uma base, mudanças devem ocorrer. Dátolo, Edcarlos e Ronaldo já deixaram o clube. Outros vão seguir o mesmo caminho e reforços devem chegar. Um desafio do treinador será equilibrar o elenco e encontrar um padrão de jogo.

Na atual temporada sobraram opções ofensivas de qualidade e faltaram jogadores de defesa. O resultado foi um time frágil defensivamente. Foram 50 gols sofridos no Brasileirão, pior desempenho entre os times do G-6.

Se o elenco não perder nenhum dos principais atacantes, Roger terá que conseguir encaixar peças fundamentais, como Fred, Lucas Pratto, Robinho, Cazáres, Luan e Maicosuel.

Pressão

O novo treinador também não vai escapar da pressão da torcida atleticano por títulos. 2016 passou em branco e uma conquista importante na temporada de 2017 é quase exigência. Libertadores e o Brasileirão são os sonhos de consumo da torcida. 

“Roger sabe o tamanho do clube, conhece o Atlético. E a meta é a mesma. Não pode nunca assumir o Atlético com qualquer possibilidade de não competir em todas as competições para vencer”, avisou o presidente Daniel Nepomuceno.

#ItatiaiaNasRedes

RadioItatiaia

Ministério Público Eleitoral pede cassação de Temer e inelegibilidade de Dilma - https://t.co/kYEnG5ArJ4 https://t.co/QrAWt4PYF4

Acessar Link

RadioItatiaia

Sem Kalil, prefeitos de cidades da Grande BH lançam projeto de expansão do metrô - https://t.co/FcIazbu9yp https://t.co/QIFXTq56ws

Acessar Link

RadioItatiaia

Se os ministros do TSE seguirem o entendimento da PGE - ou seja, cassarem Temer, mas o deixarem elegível -, ele poderia concorrer numa eleição indireta. - http://migre.me/wkHi9

Acessar Link

RadioItatiaia

Sem Kalil, prefeitos de cidades da Grande BH lançam projeto de expansão do metrô - http://migre.me/wkGVW

Acessar Link