357 Dias para Copa

Notícias

?A festa que havia sido agendada para o Mineirão, em 8 de julho de 2014 e que terminou em um fiasco retumbante, nesta quinta-feira finalmente foi realizada

Show

Por Redação/Agência Estado , 11/11/2016 às 02:02
atualizado em: 11/11/2016 às 02:02

Texto:

Foto: André Yanckous/AGIF/Estadão Conteúdo
Foto: André Yanckous/AGIF/Estadão Conteúdo

A festa que havia sido agendada para o Mineirão, em 8 de julho de 2014 e que terminou em um fiasco retumbante, nesta quinta-feira finalmente foi realizada. No palco dos 7 a 1, o Brasil de Neymar se impôs sobre a Argentina de Messi, venceu por 3 a 0, pela 11ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, e ficou muito próximo de garantir uma vaga na Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia. Destaque para a torcida mineira, que passou a maior parte do segundo tempo gritando 'olé' após a marcação do terceiro gol.

Com 24 pontos, o Brasil lidera as Eliminatórias. Tem um ponto a mais que o vice Uruguai e oito de diferença para os próprios argentinos, que ocupam a sexta colocação e hoje não estariam no Mundial. Esta foi a quinta vitória da seleção brasileira em cinco jogos sob o comando do técnico Tite. Na próxima terça-feira, pela 12ª rodada, o rival será o Peru, em Lima. A Argentina tentará a reabilitação contra a Colômbia, em casa, na cidade de San Juan.

De outra forma, o número que atormenta o futebol brasileiro desde a semifinal da Copa do Mundo de 2014 esteve de volta nesta quinta-feira. Foram sete os grandes momentos da partida. E a maioria deles protagonizada pelas duas maiores estrelas em campo: Messi e Neymar.

Os três primeiros lances memoráveis do jogo vieram da chapelaria aberta pela dupla de atacantes do Barcelona. Logo aos 4 minutos, Messi recebeu na intermediária de ataque e partiu para a área dando um chapéu em Fernandinho, que não teve outra coisa a fazer a não ser parar o argentino com falta. Menos de cinco minutos depois, o camisa 10 da seleção argentina repetia a dose, mas na metade do caminho acabou atingido no rosto por Fernandinho. O volante brasileiro foi punido com o cartão amarelo.

Aí foi a vez de Neymar começar a brilhar. O atacante, que era o dono do flanco esquerdo e vinha sendo perseguido sempre por pelo menos dois marcadores, decidiu tentar passar por um deles por cima e com um lindo toque encobriu Biglia. O Mineirão foi ao delírio.

Tantos lances bonitos, contudo, careciam de objetividade. O Brasil só foi chutar a gol depois dos 20 minutos, em uma conclusão sem perigo de Renato Augusto. Do outro lado, a Argentina, que jogara no campo de ataque durante o primeiro terço do jogo, só obrigou Alisson a trabalhar de fato no minuto seguinte.

Foi então que Phillppe Coutinho quis participar da festa. Aberto até então pela direita, o jogador inverteu de lado e foi jogar próximo a Neymar. Foi a partir do flanco esquerdo, onde o craque do Barcelona fincara território, que o meia do Liverpool protagonizou o quarto lance bonito do jogo. Ele recebeu passe de Neymar, passou por dois marcadores, levantou a cabeça e colocou a bola em curva no ângulo esquerdo de Romero, fazendo 1 a 0.

O gol àquela altura fazia justiça à seleção que mostrava maior desenvoltura ofensiva. Porque a badalada Argentina era um time de um atacante só, o craque Messi. Higuaín estava perdido entre Miranda e Marquinhos. Enzo Perez, por sua vez, era outro sem função em campo.

Já o trio de ataque brasileiro estava mais à vontade. Com Neymar soberano de um lado e Philippe Coutinho eficiente de outro, Gabriel Jesus decidiu ser garçom pelo meio. Foi dele o quinto lance que merece destaque no jogo. No último minuto do primeiro tempo, o atacante do Palmeiras recebeu de costas para o gol, girou o corpo e entregou a bola de bandeja para Neymar escolher o canto e ampliar.

Personagem dos 7 a 1 que amargura - ele foi um dos três jogadores em campo nesta quinta-feira que estiveram na semifinal da Copa de 2014 -, Paulinho protagonizou o sexto lance que levantou a torcida no Mineirão. Já no segundo tempo, o volante que é contestado por parte da torcida e tem toda a confiança de Tite, estava no meio da área argentina para fazer 3 a 0, após aparar passe de Renato Augusto. Na comemoração, correu para o reservado e levou incontáveis tapinhas dos companheiros - foram mais de sete.

Por fim, a ovação a Tite. O técnico que tinha por missão tentar parar Lionel Messi teve seu nome gritado em uníssono pela torcida. Na véspera, ele afirmara que não tinha medo do Mineirão. O Brasil mostrou que não precisa ter mesmo.

BRASIL 3 x 0 ARGENTINA

BRASIL - Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda (Thiago Silva) e Marcelo; Fernandinho; Renato Augusto, Paulinho, Philippe Coutinho (Douglas Costa) e Neymar; Gabriel Jesus (Roberto Firmino). Técnico: Tite.

ARGENTINA - Sergio Romero; Zabaleta, Otamendi, Funes Mori e Más; Mascherano, Biglia e Pérez (Aguero); Messi, Higuaín e Di María (Angel Correa). Técnico: Edgardo Bauza.

GOLS - Philippe Coutinho, aos 24, e Neymar, aos 45 minutos do primeiro tempo; Paulinho, aos 13 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fernandinho e Marcelo (Brasil); Funes Mori, Otamendi e Biglia (Argentina).

ÁRBITRO - Julio Bascuñan (Fifa/Chile).

RENDA - R$ 12.726.250,00.

PÚBLICO - 53.490 pagantes.

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Volante Elias fala com a imprensa aqui na Cidade do Galo. Você ouve a entrevista logo mais na nossa programação! Vi… https://t.co/kmuO2wdSxL

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Felipe Santana, com lesão muscular e Alex Silva, com entorse no tornozelo, estão fora do próximo jogo do @atletico . Via @thiagoreisbh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Pressionado, Roger lamenta rendimento ruim do Atlético como mandante no Brasileiro: http://bit.ly/2sFgSAa

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Presidente Michel Temer chega a Oslo e grupo de brasileiros planeja protestos nas principais praças da cidade

    Acessar Link