Notícias

Dia Nacional de Combate e Prevenção à trombose vai destacar formas de prevenir a doença

Por Jacqueline Moura, 14/09/2018 às 14:56
atualizado em: 14/09/2018 às 15:21

Texto:

No próximo domingo (16) é lembrado o Dia Nacional de Combate e Prevenção à trombose, doença que se caracteriza pela formação de coágulos dentro das veias. Se não tratada, pode evoluir para casos mais graves como embolia pulmonar e até acidente vascular cerebral (AVC). De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte prevenível em todo o mundo. Entre elas, destaque para o AVC e a trombose. 

De acordo com a médica Marildes de Castro, coordenadora de pós-graduação de cardiologia da faculdade Ipemed, existem vários fatores que podem causar a trombose. Um deles é ficar parado muito tempo. “Muito tempo são horas e horas, como por exemplo, ficar acamado, fazer viagens longas, não só de avião, qualquer viagem que a pessoa for ficar muito tempo com as pernas paradas por muito tempo”, explica. Marildes completa que com isso o sangue tem mais dificuldade de circular das pernas para o coração e predispõe a formação de trombos, que são os coágulos. 

Outro fator que pode ocasionar a trombose é a genética. Algumas pessoas já tem predisposição à coagulação mais acentuada, chamada de trombofilia, normalmente hereditário. 

Alguns medicamentos também podem causar a formação de trombos, como os anticoncepcionais orais, os repositores hormonais, entre outros. 

O tabagismo também pode aumentar e muito a formação dos coágulos.

Os principais sintomas da trombose são dores nas pernas, inchaço e vermelhidão. Portanto, se os sintomas aparecerem, a pessoa deve procurar um médico imediatamente. Caso haja demora no tratamento a doença pode evoluir para quadros mais graves. “A embolia pulmonar é um quadro grave que pode causar a morte, dependendo do tamanho da coagulação que vai impedir a passagem do sangue. Outra complicação é a síndrome pós-trombótica, relacionada a tromboses de repetição nas pernas”, destacou a especialista.

Prevenção

A coordenadora do Ipemed diz que é ‘simples’. “Basta não ficar parado; o ideal é movimentar as pernas de três em três horas”, disse. Caso não der, uma maneira boa de prevenção é movimentar os pés para cima e para baixo para ajudar na circulação do sangue. As pessoas que têm motivos para ficar paradas, principalmente, devem se movimentar sempre, na medida do possível. 

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Daqui a pouco a bola rola para @Cruzeiro x @SantosFC pelo Campeonato Brasileiro. Quem leva a melhor no duelo?

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️ A dupla entrou em campo com o mesmo objetivo: subir na tabela e encostar nos líderes São Paulo e Internacional. E foi o rubro-negro que conquistou o objetivo, vencendo a pa...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Segundo o hospital, o presidenciável não apresenta disfunções orgânicas e seus exames laboratoriais estão estáveis. Leia mais:

    Acessar Link