Clique e ouça
Carregando ...
Apresentação
por Agência Brasil em Rio 2016 / Atualizado

EUA vencem Sérvia e mantêm hegemonia no basquete olímpico masculino

Embed from Getty Images

A seleção norte-americana de basquete masculino confirmou o favoritismo e garantiu a medalha de ouro na Rio 2016, em disputa contra a Sérvia. Em jogo folgado, os Estados Unidos venceram com uma margem de 30 pontos, por 96 a 66. Essa é a terceira vez seguida que a seleção masculina de basquete dos Estados Unidos conquista o primeiro lugar e a 15ª medalha de ouro da história do país em Jogos Olímpicos.

O grande destaque do time americano foi o astro da NBA Kevin Durant, recém-contratado do Golden State Warriors. Com enterradas, dribles e arremessos precisos de três pontos, Durant foi o cestinha da partida, com 30 pontos marcados. Presente nas últimas três edições de Jogos Olímpicos, Carmelo Anthony teve uma participação apagada, marcando apenas sete pontos na partida.

O jogo foi decidido já no segundo quarto, quando o time norte-americano abriu grande vantagem.

O sonho sérvio durou apenas o primeiro quarto da partida, quando equilibrou o jogo. Os Estados Unidos ganharam essa etapa por apenas quatro pontos de diferença (19 a 15). O segundo quarto mostrou como seria concluída a partida. Com uma sequência de pontos dos jogadores norte-americanos, o placar terminou em 52 a 29 para os Estados Unidos. No segundo tempo da partida, os norte-americanos consolidaram a vitória de 79 a 43.

Supremacia

O time norte-americano coleciona um histórico de supremacia na disputa do basquete ao longo das diversas edições dos Jogos Olímpicos modernos, desde Berlim, em 1936. Em Atenas, 2004, a medalha de ouro foi conquistada pela seleção da Argentina e deixou o bronze para os norte-americanos.

Nos jogos de Seul, em 1998, sem jogadores da famosa liga nacional de basquete [NBA], os norte-americanos ficaram também com o bronze. Na Olimpíada de Moscou, em 1980, por questões políticas, os Estados Unidos boicotaram a realização dos jogos e não participaram. Na edição de 1972, em Munique, a equipe ficou com a medalha de prata ao perder para a seleção da antiga União Soviética, em uma disputa apertada de 51 a 50 pontos.

Bronze

A Espanha garantiu a medalha de bronze na disputa com a Austrália, em um placar apertado de 89 a 88. O espanhol Pau Gasol foi o principal jogador da partida, com 31 pontos e 11 rebotes. Decisivo, Sérgio Rodriguez fez apenas 11 pontos, mas, a cinco segundos do fim da partida, acertou os lances livres que garantiram a vitória no jogo.

O jogador Patty Mills foi o destaque do time australiano, com 30 pontos.

Comentários

Aviso: O espaço abaixo é destinado para debatermos o tema e criticar ideias. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira alguma. Por isso, nos damos ao direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).

Ouvindo: