Notícias

Um dia após rescindir seu contrato com o Atlético, o meia Guilherme divulgou uma nota oficial em que se despede, destacando que escreveu o seu nome na história do clube, além de avaliar que fez parte de "uma era que vai ficar pra sempre marcada na me

Carta de despedida

Por Agência Estado , 26/08/2015 às 14:24
atualizado em: 31/07/2016 às 22:19
Foto: Bruno Cantini/Divulgação
Foto: Bruno Cantini/Divulgação

Um dia após rescindir seu contrato com o Atlético, o meia Guilherme divulgou uma nota oficial em que se despede, destacando que escreveu o seu nome na história do clube, além de avaliar que fez parte de "uma era que vai ficar pra sempre marcada na memória" da torcida, com a conquista de alguns dos principais títulos da história alvinegra.

Contratado em março de 2011, Guilherme disputou 147 jogos, com 27 gols marcados e a conquista de seis títulos pelo Atlético: a Copa Libertadores de 2013, a Recopa Sul-Americana de 2014, a Copa do Brasil de 2014 e as edições de 2012, 2013 e 2015 do Campeonato Mineiro.

Na sua carta, Guilherme lembrou com carinho do duelo com o Newell's Old Boys pelas semifinais da Libertadores, em que marcou o segundo gol na vitória por 2 a 0, levando a partida, no Independência, para a disputa de pênaltis, que acabou sendo vencida para o Atlético, o que garantiu a passagem do time para a decisão.

"O dia 10 de julho de 2013 se tornou um momento único em minha carreira. Só posso agradecer a Deus aquele gol, essencial para que a conquista da Libertadores pudesse se concretizar. Ali, tive a certeza de que nada é impossível quando o time é uma extensão do que vem da arquibancada. Nada se compara à sensação de ter seu nome gritado por um estádio lotado, eufórico por ver um sonho cada vez mais próximo de se tornar realidade", escreveu.

Guilherme também citou outra grande atuação que teve pelo Atlético, nas quartas de final da Copa do Brasil de 2014, em que o time derrotou o Corinthians por 4 a 1, de virada, no Mineirão, com dois gols do meia. "Como esquecer daquele dia 15 de outubro de 2014, quando confirmamos que nenhum placar é irreversível? Se não for sofrido, não é Galo!", disse.

Apesar das conquistas, Guilherme também sofreu com diversas lesões no Atlético. E, há dois meses, chegou a deixar o clube para se transferir ao Cruz Azul - a negociação com o time mexicano, porém, acabou sendo cancelada. De volta ao Atlético, Guilherme perdeu espaço com a ascensão de Giovanni Augusto e pediu para ter o seu contrato, que se encerrava em dezembro, rescindido, o que foi acatado pela diretoria.

O destino do meia ainda não foi revelado, mas o certo é que ele não poderá atuar em um dos clubes do Campeonato Brasileiro, pois já estourou o limite de jogos disputados para trocar de time. De qualquer modo, ele exaltou a torcida atleticana, agradeceu o apoio que recebeu desde a sua chegada e destacou que espera que o clube fature o título do Campeonato Brasileiro deste ano.

"Saio de cabeça erguida, pensando em uma nova etapa da minha vida, sem nunca me esquecer e deixar de ser grato pelo que vivi aqui. Obrigado, Massa, obrigado, Atlético-MG, por acreditar em mim e permitir que eu pudesse fazer parte dessa história! Vou embora, mas deixo o meu coração e a minha torcida para que, em dezembro, a massa atleticana comemore o bicampeonato brasileiro. Alguém duvida? Eu Acredito!", concluiu Guilherme.

#ItatiaiaNasRedes

RadioItatiaia

Avenida Tancredo Neves, em BH, será parcialmente interditada neste domingo: https://t.co/d6KGbLWk82 https://t.co/nuF3HkmdeD

Acessar Link

RadioItatiaia

Nascente do Rio das Velhas na Região Norte de BH é recuperada: https://t.co/N8WMt8R9S4 https://t.co/OFe6m0mzJY

Acessar Link

RadioItatiaia

Em processo de recuperação, Gabriel Jesus visita ex- companheiros do Palmeiras: http://bit.ly/2mA78HF

Acessar Link

RadioItatiaia

Com Hudson e Ábila entre os titulares, Mano esboça Cruzeiro para jogo contra Uberlândia: http://bit.ly/2nlnWAT

Acessar Link