Clique e ouça
Carregando ...
Apresentação
por Agência Estado em Jornalismo / Atualizado

Homem é preso após estuprar, queimar e quebrar a perna da enteada de apenas 2 anos

Foi preso nesse sábado Alexsander Luis Pereira, de 20 anos, suspeito de abusar sexualmente da enteada de apenas 2 anos no Bairro Nova Cintra, Região Oeste de Belo Horizonte.

Segundo a polícia, o suspeito confessou ter estuprado a enteada. Os ataques foram tão violentos que a criança teve uma perna quebrada. Ela também apresentava sinais de queimaduras feitas com um isqueiro.

No momento do abuso, a mãe havia saído para trabalhar e deixou a filha com o padrasto. A Polícia Civil irá investigar se a mulher foi omissa no caso.

O subtenente Antonio Honorato, do Tático Móvel do 5º Batalhão da PM, disse que a polícia descobriu a situação após ouvir o choro intenso da criança durante um patrulhamento de rotina.

“Ao passarmos próximo a um barracão, nós ouvimos o choro de uma criança meio desesperado e começamos a fazer averiguações. Uma senhora nos disse que essa criança havia quebrado a perna e que seu padrasto havia saído para buscar socorro. Nós entramos na residência, começamos a verificar, verificamos a criança e percebemos que ela estava com a perna direita quebrada na altura do fêmur e apresentava algumas marcas de queimadura no corpo”, explicou o subtenente.

Ainda de acordo com Honorato, logo em seguida a polícia localizou o padrasto, que acabou confessando o crime. “A princípio ele negou a situação, mas logo após confessou ter praticado atos sexuais com a criança, tanto vaginal quanto anal”, contou o policial. “A situação da perna (quebrada), segundo ele, foi durante o ato”, acrescentou Antonio Honorato.

Ouça a reportagem completa de Renato Rios Neto:

Ouça o(s) audio(s) desta notícia:

Homem é preso após estuprar, queimar e quebrar a perna da enteada de 2 anos

Comentários

Aviso: O espaço abaixo é destinado para debatermos o tema e criticar ideias. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira alguma. Por isso, nos damos ao direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).

Ouvindo: