DuelBet - Maxi - Pos 1 - Internas

Notícias

Kit gás não trava direção do veículo de jeito nenhum, garante mestre em combustível 

Por Redação , 11/07/2018 às 08:38
atualizado em: 11/07/2018 às 08:53

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Oswaldo Diniz/ Itatiaia
Oswaldo Diniz/ Itatiaia

A instalação do kit gás não provoca, em momento algum, travamento da direção do veículo. Quem garante é o professor aposentado do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet) e mestre na área de combustível, Caio Júlio Motta de Lima.

OUÇA AQUI A ENTREVISTA COMPLETA!

A discussão sobre o 'problema' foi levantada após Bruno Souza Passali, de 24 anos, responsável por um acidente gravíssimo nessa terça-feira (10), alegar que a direção do veículo que dirigia travou por causa do kit gás. No entanto, Bruno ingeriu bebida alcoólica e não é habilitado para categoria B.

“O kit gás é uma opção de combustível mais barata para quem roda muito. Agora, quanto a travamento de direção, com certeza não (trava). O motivo do travamento pode ter sido, ao atravessar a pista, empenar uma peça da direção, alguma coisa nesse sentido. Mas usar kit gás não trava (a direção) de jeito nenhum”, garante o mestre.

Relembre 

Bruno Souza Passali dirigia um Fiat Línea pela Avenida Antônio Carlos nas primeiras horas dessa terça. Na altura da barragem da Pampulha, Bruno perdeu o controle da direção invadiu a contramão e atingiu um ônibus do Move Metropolitano.  

Quatro pessoas que estavam no coletivo tiveram ferimentos leves. Já Eduardo Rodrigues, de 22 anos, estava no banco do carona do Línea e ficou gravemente ferido. 

“O carro é kit gás e gasolina. Só que como ele colocou o gás há pouco tempo, é na terceira regulagem que ele fica… de vez em quando ele morre devagarzinho na hora que está fazendo a curva, mas não quando ele está rápido. Estava a uns 50 KM por hora. Estava lá na direita e quando fui jogar pra cá, para fazer a curva, ele travou e foi”, disse Bruno Souza, conduzido para a delegacia do Detran. 

“Bebi, bebi. Fiz o (teste) do bafômetro e acusou. Eu que estava dirigindo, voltando de uma festa”, admitiu. Apesar de dizer que estava a 50 KM, o velocímetro do carro travou em 150 km/h.

Bruno vai responder por lesão corporal culposa. Como o teste do bafômetro ficou em 0,23 miligrama de álcool por litro de ar expelido, não houve crime por embriaguez ao volante. De acordo com a legislação, há infração quando a concentração é acima de 0,35 miligrama. 

A Polícia Civil estabeleceu fiança no valor de R$ 15 mil. Como não tem recurso para pagar, Bruno foi encaminhado para o sistema prisional.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    🏆 Campeonato Brasileiro ⚽ Flamengo x Atlético 🏟 Estádio Maracanã ⏰ 16:00 📻 610 AM | 95,7 FM 📝 Escalação do Primeir… https://t.co/Bt8J1zIsra

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Aliados tendem a diferenciar as dificuldades da candidata nesta eleição da anterior, mas admitem que neste ano a queda é mais preocupante.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    🏃‍♂🏃‍♀ Foi um sucesso a 2ª Corrida Itatiaia! E agora só nos resta comemorar e, claro, você continua com a gente. Na Praça Nova da Pampulha, ninguém 'arreda' pé. #corridaita...

    Acessar Link