Eleições 2018 - Internas

Notícias

STJD suspende Sassá por seis jogos por soco em Mayke nas semifinais da Copa do Brasil

Por Redação, 11/10/2018 às 17:13
atualizado em: 12/10/2018 às 13:08

Texto:

Foto: Fernando Calzzani/PhotoPress/Estadão Conteúdo
Fernando Calzzani/PhotoPress/Estadão Conteúdo

Em julgamento na Quinta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta quinta-feira, o atacante Sassá, do Cruzeiro, foi suspenso por seis jogos por ter desferido um soco no lateral-direito Mayke após a partida contra o Palmeiras, no segundo jogo das semifinais da Copa do Brasil, dia 26 de setembro, no Mineirão. O conflito começou depois do apito final. O resultado de 1 a 1 classificou o time celeste, que havia vencido no Allianz Parque por 1 a 0.

Os dois laterais do Palmeiras, Mayke e Diogo Barbosa, também foram julgados. Por tentar devolver o soco em Sassá e se envolver em confusão com o zagueiro Léo, o ala direito pegou dois jogos de suspensão, assim como o lateral-esquerdo, que, segundo a súmula do árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, acertou um tapa no rosto do volante Lucas Romero. Apesar de a confusão ter acontecido na Copa do Brasil, a pena no caso dos palmeirenses será aplicada no Campeonato Brasileiro, competição também organizada pela CBF.

Sassá foi julgado no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata sobre agressão física. O atacante celeste poderia pegar de quatro a 12 partidas de gancho. Durante a defesa, o advogado do Cruzeiro, Theotônio Chermont, comparou os portes físicos de Mayke e Sassá, afirmando que se o jogador da Raposa “desse um soco de verdade”, talvez o lateral palmeirense não pudesse dar depoimento. “Poderia ter quebrado os dentes dele”, declarou. Assim, o advogado pediu a desclassificação da denúncia, mas sem sucesso. O relator do STJD, José Nascimento, pediu seis jogos de suspensão e foi acompanhado por todos os relatores.

Com a punição, Sassá, que cumpriu a automática no primeiro jogo da final da Copa do Brasil diante do Corinthians, na última quarta-feira (10), no Mineirão, também está fora do segundo duelo da decisão do torneio, na próxima quarta (17), em Itaquera. No entanto, o Cruzeiro vai entrar com recurso na segunda-feira pedindo efeito suspensivo para que o camisa 99 possa atuar na segunda partida contra a equipe paulista.

Somente após cumprir a pena no segundo jogo da final da Copa do Brasil é que Sassá poderá ser suspenso das partidas no Campeonato Brasileiro, outra competição organizada pela CBF. Desta forma, o jogador está liberado para entrar em campo diante do Vasco, no próximo domingo, em São Januário, pela 29ª rodada.

O advogado do Cruzeiro chegou a pedir que Sassá fosse liberado para o segundo jogo da final da Copa do Brasil e cumprisse a pena somente no Brasileirão, porém teve a solicitação negada pelo tribunal.

Os outros quatro jogos restantes da suspensão terão que ser cumpridos por Sassá no Campeonato Brasileiro contra Chapecoense (21 de outubro, no Mineirão), Ceará (24 de outubro, no Mineirão - jogo atrasado da 28ª rodada), Paraná (27 de outubro, no Mineirão) e América (4 de novembro, no Independência). O atacante estará liberado para voltar aos gramados no dia 10 de novembro, diante do Atlético-PR, em Curitiba, pela 33ª rodada do Brasileirão.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ Com chegada de Levir, Edinho quer ganhar oportunidade e se firmar como titular no Galo. https://t.co/inXpfd28yj https://t.co/TgddnyWf1N

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Além disso, Léo falou sobre a relação com o capitão Henrique, o ambiente no Cruzeiro, a importância da diretoria na conquista dos títulos, salários, Mano Menezes e jogo das fa...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Em entrevista coletiva, o atacante falou ainda da rivalidade com o Cruzeiro e de Thiago Larghi. Ouça!

    Acessar Link