Ouça a rádio

Compartilhe

Traficante foragido queria pagar R$ 1 milhão por Pix para policiais: 'valor irrisório'

Criminoso, preso em Esmeraldas, teria envolvimento com políticos e com o Comando Vermelho 

Homem foi preso em um sítio de Esmeraldas, na Grande BH

O traficante preso em Esmeraldas, na Grande BH, na manhã desta quarta-feira (22), disse aos policiais que iria transferir R$ 1 milhão via pix e que o valor seria irrisório para ele. A tentativa de suborno ocorreu após ele ser encontrado com armas, munições, porções de maconha e documentos falsos em um sítio. O criminoso, foragido da Justiça da Bahia, é apontado por policiais do Estado do Nordeste como chefe do tráfico na cidade de Cândido Sales.

A polícia chegou até o suspeito após uma denúncia anônima. Ele estava em um sítio no bairro Floresta Encantada e apresentou documento falso aos militares. No entanto, durante as buscas, os policiais encontraram certidões de nascimento de crianças que tinham nome de um foragido da Justiça da Bahia.

Policiais de Minas fizeram contato com militares da Bahia e descobriram que tratava-se de um traficante perigoso que teria ligação com políticos do Estado Nordestino, com ramificações em São Paulo e Minas Gerais. O suspeito seria o gerenciador do esquema.

“A informação dos nossos coirmãos da Bahia é de que ele seria o organizador e o gerenciador na rota entre São Paulo e Bahia”, disse o militar Julianderson Simões, responsável pela ocorrência. O policial explicou ainda como o suspeito iria transferir o dinheiro do suborno.

“Ofereceu fazer pix para conta que cada militar indicasse. E ainda desenhou que seria um valor irrisório para ele, porque ele tinha muito mais a oferecer”.

A oferta foi rejeitada pelos militares e o suspeito levado para a delegacia de Plantão de Ribeirão das Neves.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido