Ouça a rádio

Compartilhe

Policial penal ameaça companheira na frente da filha após levá-la para via deserta em MG

Vítima relatou ter sido agredida com um tronco de madeira, socos e chutes enquanto era ameaçada de morte pelo suspeito

Suspeito levou a companheira para local conhecido como corredor Pedro Lucas

Uma mulher, de 36 anos, foi levada junto com a filha, de 14, pelo companheiro, de 37, para uma via deserta onde foi agredida com socos, chutes e com um tronco de madeira na frente da adolescente. O caso foi registrado na noite dessa quarta-feira (22), em Uberaba, no Triângulo Mineiro, e o suspeito é policial penal.

A Polícia Militar (PM) chegou até o casal após uma testemunha avistar a vítima sendo agredida dentro de um carro estacionado no corredor Pedro Lucas, local bastante deserto e com vegetação alta.

A corporação então seguiu para o endereço e encontrou três pessoas dentro do carro. Os militares deram ordem para o motorista descer do veículo, que ignorou e tentou fugir do local. Porém, após nova ordem, ele resolveu sair do automóvel. Conforme registro policial, o suspeito apresentava sinais visíveis de embriaguez. A vítima, que relatou estar sendo agredida, foi encontrada sem blusa dentro do veículo ao lado da filha adolescente.

O suspeito foi algemado e, no meio do trajeto até a delegacia, ele confessou ser policial penal. Após chegaram ao local e ele se acalmar, as algemas foram retiradas e outros policiais penais acionados para recolhimento da arma, que foi encontrada carregada debaixo do guarda-roupa no quarto do casal.

À polícia, a vítima contou que as discussões do casal começaram após ela descobrir uma traição. Desde então, ela vem sofrendo diversas agressões físicas.

A mulher explicou que o marido começou a agredir, na manhã de quarta, após ingerir bebida alcoólica e que escondeu a arma por medo. No período da tarde, a discussão se intensificou, quando o homem suspeitou que ela teria chamado a polícia. Na ocasião, ele teria dito que haveria um tiroteio e que ele “jamais se renderia”.

Em seguida, ele colocou a mulher e a filha dentro do carro e seguiu para o corredor Pedro Lucas. Segundo ela, durante todo o percurso, o suspeito a agrediu. Quando chegaram na via, ele entrou em um matagal e buscou um tronco de árvore, que usou para agredi-la nas costas. Nesse momento, conforme a vítima, ela reagiu tentando evitar as agressões, momento em que ele rasgou a blusa dela.

A mulher relata que foi agredida e ameaçada de morte na frente da filha, que confirmou a versão da mãe.

O suspeito alegou que a confusão iniciou após a companheira afirmar que iria arranjar outra pessoa após a separação e insultá-lo. Porém, ele negou as agressões e disse que o tronco já estava dentro do veículo.

A mulher recebeu atendimento médico e o homem recusou realizar o teste de etilômetro. De acordo com o boletim, o suspeito será apresentado à Polícia Judiciária que decidirá se ele permanecerá detido.

Em nota, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) explicou que o policial está está preso na Penitenciária de Uberaba.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido