Ouça a rádio

Compartilhe

Câmara quer fim de acordo que permite atividade de mineradora na Serra do Curral

Em audiência pública, moradores relataram problemas causados pela mineração da Gute Sicht

Mineradora Gute Sicht explora área na Serra do Curral desde 2020

A Câmara Municipal de Belo Horizonte realizou uma audiência pública para discutir os impactos de uma mineradora que atua desde 2020 na Serra do Curral. A Gute Sicht opera na região sem licenciamento ambiental e amparada apenas em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Governo de Minas, assinado um ano após o início da exploração no local.

A audiência pública foi convocada pela vereadora Duda Salabert (PDT) e reuniu moradores que vivem em comunidades localizadas próximas às atividades da mineradora.

"A gente tem atuando na Serra do Curral uma mineradora de forma ilegal e criminosa. Iniciou em 2020 sem licença ambiental e sem nenhum estudo de impacto ambiental, desmatou a área de forma ilegal, o estado autuou e depois foi celebrado um TAC. Mas, devido a inúmeras irregularidades, as atividades dessa mineradora foram suspensas. No entanto, basta ir em frente a ela, para ver que caminhões continuam passando lotados de minério", explicou a vereadora.

De acordo com a parlamentar, o objetivo do Legislativo é derrubar o TAC assinado entre o Governo de Minas e a Gute Sicht.

"A gente quer criar um grupo de trabalho, chamando Ministério Público, Polícia Federal, Polícia Civil e outras organizações para suspender essa TAC. Há inúmeras provas de que ela deveria ter sido suspensa há muito tempo, o que falta é força politica. Temos uma CPI que não foi aprovada, tanto na Câmara como na Assembleia. Parece que as mineradoras tem atuado inclusive no Poder Legislativo e no Executivo, o que é uma vergonha", completa.

O artista plástico Nilo Zack, que vive no bairro Taquaril, aponta os principais problemas enfrentados pelos moradores da região.

"No último ano, o maior impacto era a poluição do ar. A medida que a mineração foi se ampliando, os animais silvestres começaram a adentrar à comunidade, principalmente os animais peçonhentos", afirma.

A reportagem entrou em contato com a Gute Sicht e o governo estadual e aguarda retorno.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store