Ouça a rádio

Compartilhe

Globo: Repórter mineira denuncia atitude racista de vendedoras de shopping

A repórter do Fantástico relatou que cinco vendedoras a 'olharam dos pés à cabeça' e não quiseram atendê-la 

Tábata Poline fez o desabafo nas redes sociais

Tábata Poline, repórter do Fantástico e ex-Globo Minas, revelou nas redes sociais que cinco vendedoras decidiram não atendê-la na loja de um shopping, na região nobre do Rio de Janeiro. A atitude considerada racista repercutiu na internet e uma gerente da loja procurou a repórter para pedir desculpas.

“Logo eu, tão combativa, me vi exausta quando deveria me posicionar. Na My Place, do Shopping Rio Sul, CINCO vendedoras me olharam dos pés à cabeça e decidiram não me atender. Meu marido quis brigar e eu não deixei (deveria). Só saí. Outras clientes chegaram. As CINCO foram até elas”, postou a jornalista.

Neste domingo (10), Tábata apareceu nas redes sociais para agradecer as mensagens que têm recebido. “Nada mais certo do que um dia após o outro. O tempo acalma, cura e abraça. Obrigada pelas mensagens de carinho. Bora rompendo. Com leveza, amor e muito axé”, disse.

Em nota, o Rio Sul explicou que "tomou conhecimento através das redes sociais do lamentável episódio em uma de suas lojas" e reforçou "que este tipo de conduta não condiz com os valores do estabelecimento".

"O shopping afirma ainda que está apurando os fatos narrados junto à loja para que todas as medidas cabíveis sejam tomadas", conclui o texto.

Logo eu, tão combativa, me vi exausta qd deveria me posicionar. Na My Place, do Shopping Rio Sul, CINCO vendedoras me olharam dos pés a cabeça e decidiram não me atender. Meu marido quis brigar e eu não deixei (deveria). Só saí. Outras clientes chegaram. As CINCO foram até elas.

— Tábata Poline (@tabatapoline) July 8, 2022

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store