Ouça a rádio

Compartilhe

Cruzeiro tem decisão com o São Paulo no Brasileiro A1 de futebol feminino

Time celeste luta contra o rebaixamento e quer vencer o Tricolor para ficar longe da zona da degola na competição 

Felipe Freire quer o Cruzeiro buscando o resultado contra o São Paulo

O time feminino do Cruzeiro tem um jogo importantíssimo nesta quarta-feira (3) contra o São Paulo, às 21h30, no Sesc Venda Nova (Estádio das Alterosas), em Belo Horizonte. Na 12ª posição, uma acima da zona de rebaixamento, a Raposa está confiante que pode conseguir um resultado positivo para fugir do risco da degola nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro A1.

As Cabulosas somaram 13 pontos em 13 jogos até aqui na competição. Nos dois últimos compromissos da equipe na competição, São Paulo e Bragantino, as meninas do Cruzeiro precisam de uma vitória. Ou tropeço do São José, que nesta rodada recebe o Grêmio.

“Importante vencer em casa. A gente enfrentará um adversário muito difícil, que tem suas qualificações, mas temos trabalhado muito. Essa parada (da Copa América Feminina) nos permite fazer algumas adequações, correções. Agora é buscar esse resultado para que a gente consiga solidificar nossos objetivos”, disse à Itatiaia o técnico celeste, Felipe Freitas.

A expectativa do Cruzeiro é permanecer na Divisão de Elite do futebol feminino nacional para investir mais na equipe em 2023.

“Cheguei uma semana antes da estreia contra o Grêmio, quando as atletas estavam voltando de lesão. Tivemos que implementar um modelo de jogo, conceitos e alguns princípios. Temos tido bastante oscilação no campeonato por N fatores, por conta de, inicialmente, não termos um grupo volumoso, e as lesões iniciais contribuíram negativamente. Ao longo do tempo mostramos agressividade ofensiva, um time que busca o gol o tempo inteiro, um time que quer ficar com a bola para controlar o jogo. Temos corrigido isso para fazer mais gols e buscar as vitórias”, explicou.

Antes de Ronaldo Fenômeno assumir o Cruzeiro com a compra de 90% da Sociedade Anônima do Futebol as meninas do futebol celeste treinavam em Betim. O grupo não utilizava as mesmas dependências de trabalho da base masculina. Agora a história é diferente.

“Isso é muito importante, é um dos diferenciais do Cruzeiro, ter estrutura completamente agregadora. Na sala de comissão tem treinador de sub-17 do time masculino, sub-20, Pezzolano na Toca II também. Eu, enquanto puder sugar desse pessoal, estou sugando. Conhecimento é sempre válido. Encontrar o Ronaldo, um cara que o nome fala por si, e poder trocar uma palavra com ele e absorver alguma coisa. E vou além, o nosso treinador do sub-14 é o Wendel, muita história no clube, cara que contribui muito para o processo. A estrutura do Cruzeiro, no sentido de proporcionar um colegiado forte e que se desenvolva, é muito boa. Isso é um diferencial grande que temos, essa interação entre os profissionais", comentou Freitas.

O treinador celeste fez uma convocação e conta com o apoio dos cruzeirenses no jogo desta quarta, no Estádio das Alterosas, na região Norte de Belo Horizonte.

"Muito importante o apoio da torcida, faz diferença. Fomos jogar em Brasília e de repente surge um monte de torcedor cruzeirense. Quanto mais gente acompanhar, melhor para as meninas lutarem até o fim. É lindo acompanhar o futebol masculino jogando, a torcida cantando até o final, incentivando. Essa força que o Cruzeiro tem, temos que trazer também para o futebol feminino”, conlcluiu.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store