Ouça a rádio

Compartilhe

Hulk minimiza marca histórica na Libertadores e cita foco no coletivo para conquistar títulos

Apesar do empate amargo, atacante está confiante na classificação contra o Palmeiras 

Hulk voltou a marcar após cinco jogos de jejum

Maior artilheiro do Atlético na história da Libertadores, o atacante Hulk disse nessa quarta-feira (3) que foca no coletivo para continuar escrevendo a trajetória de conquistas no clube. A marca histórica na competição continental foi alcançada no empate de 2 a 2 com o Palmeiras, no Mineirão, partida de ida das quartas de final do torneio. Hulk abriu o placar ao marcar de pênalti, no fim da etapa inicial.

Com o gol, Hulk se isolou como o maior artilheiro do Atlético na história da Libertadores, com 12 gols, superando Jô, que foi campeão do torneio continental com a camisa alvinegra em 2013.

“Fico feliz por deixar o meu legado no Galo, aumentando os meus números. Mas eu foco muito no coletivo. Quero muito fazer história aqui com os meus companheiros, tenho muitas coisas pra ganhar e muitas páginas para escrever neste grande clube”, disse o jogador após o duelo.

Confiante

Apesar do empate amargo, Hulk está confiante na classificação do Atlético em São Paulo, na próxima quarta-feira (10), no Allianz Parque. Quem vencer garante presença na semifinal. Empate leva a decisão para os pênaltis.

“Está tudo em aberto. Um a zero magro, a gente está classificado. Temos que entrar concentrado para não errar ou errar o menos possível. Procurar concentrar nas bolas paradas do Palmeiras para sair de lá com a classificação”, completou.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store